19/10/2013
Sargento da PM troca tiros e mata suspeito de assalto na feira de Murici
 

Gustavo foi assassinado na noite de sábado para domingo no Major Olavo Um


Péritos do IML fazem levantamentos do triplo crime ocorrido no Olavo Calheiros(foto) na madrugada de sábado


Emerson Guilherme foi assassinado enquanto dormia neste final de semana em Murici


Roberval trabalhava na Usina Taquara quando foi surpreendido pelos algozes


Corpo de Emerson é conduzido por funcionários do IML; imóvel era usado para bebedeiras


Roberval é levado para o Rabecão


Amigos e concunhados dormiam no momento em que foram assassinados


Som foi totalmente destruído pelos algozes no triplo assassinato


Imóvel onde ocorreu a chacina não era ocupado; amigos utilizavam para ouvir música e beberem

 
O final de semana na cidade de Murici segue bastante violento. Na tarde deste sábado (19), a Polícia Civil registrou uma troca de tiros entre um sargento da Polícia Militar e um suspeito que estaria praticando crimes na feira de rua da cidade. O suspeito, que não foi identificado, reagiu a voz de prisão e foi baleado pelo militar e não resistindo aos ferimentos, entrando em óbito no local.

De acordo com a equipe plantonista da delegacia de Murici, o sargento – identificado como Montenegro – estava na feira na banca de cvarne do marchante Durão quando observou o jovem praticando assalto. Mesmo à paisana, pois ele estava de folga, o militar deu voz de prisão e, em seguida, o suspeito reagiu efetuando alguns disparos, atingindo o pé do militar.

O sargento foi encaminhado à Unidade Mista Dagoberto Uchôa Lopes de Ômena, que fica localizada na área do centro de Murici e liberado logo em seguida. O militar é lotado atualmente no Fórum Judiciário de Murici, onde desempenha a função de segurança.

Final de semana violento

Na madrugada deste sábado, três jovens, que moravam no conjunto residencial Major Olavo Calheiros I, na cidade de Murici, foram assassinados a tiros por criminosos ainda não identificados.

Segundo informações da equipe plantonista, foram mortos a tiros Roberval Simão da Silva, 18 anos, o "Dinda"; Emerson Guilherme da Silva, 27 anos e Gustavo João da Silva, 19 anos. Até aqui ninguém foi preso. No final da tarde deste sábado equipes do Tigre, Pelopes e Asfixia fizeram incursões no bairro da Portelinha. Há informações de que alguns jovens foram presos, inclusive o comparsa da vítima que trocou tiros com o militar Montenegro.
 
Comentários:
 
escreveu em 21/10/2013 14:16:23:

 
cristina escreveu em 21/10/2013 05:33:35:

A violencia está demais, mais vejam os inocentes que estão morrendo. Sinceramente so lamento pelas mães que estão sofrendo, estes caras querem vida facil e não estão nem ai para as consequencias.Com ele é matar ou morrer melhor limpar a nossa sociedade deste malandros.
Um abraço
 
lula vieira da silva escreveu em 20/10/2013 16:27:24:

ai qui sofimeto qui comiza vc estom gorano
 
Escreva o seu comentário:
Nome:
Mensagem:
Confirme o código abaixo:

Os comentários não representam a opinião do blog, a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
A PALAVRA
Copyright © 2007 - 2014 Blog A Palavra, por Ivan Nunes. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo do autor.
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.