Author

Quem faz o blog? Ivan Nunes jornalista desde 2000.
Fale com o Blog A Palavra: (82) 9 9177 2828

Turismo

Serra da Barriga se torna Patrimônio Cultural do Mercosul


Acesso ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares(foto de arquivo)



Platô da Serra da Barriga em União dos Palmares(foto de arquivo)



Zumbi dos Palmares(único busto em homenagem ao heroi negro no parque) doação do historiador Edson Moreira e do professor, Dilson Moreira(in memoriam)



Mãe Neide ao lado do professor e historiador, Francisco Viana Neto: "Agora, vai!" vibrou


A Serra da Barriga, situada em União dos Palmares, patrimônio de grande simbolismo para a história do Brasil, tornou-se Patrimônio Cultural do Mercosul. A escolha foi realizada durante a XIV Reunión de la Comisión de Patrimonio Cultural do Mercosul Cultural, com candidaturas da Colômbia, Equador e Venezuela, que também apresentaram sítios de interesse para a valoração da contribuição africana no continente sul-americano, na proposta La Geografía del Cimarronaje: Cumbes, Quilombos y Palenques del MERCOSUR.

De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que preparou o dossiê de candidatura com o apoio da Fundação Cultural Palmares, da Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas (Secult) e das instâncias locais alagoanas, a aprovação da Serra da Barriga como Patrimônio Cultural do Mercosul, além de contribuir para o reconhecimento dos indivíduos e suas comunidades de matrizes africanas no continente americano, e nos países da região, representa uma reparação às perseguições e à intolerância praticadas contra o povo negro e reveladas através dos quilombos.

"A Serra da Barriga é um símbolo da luta pela liberdade e resistência negra. O reconhecimento como Patrimônio Cultural do Mercosul representa um marco para Alagoas e eleva a autoestima da nossa população, despertando o sentimento de pertencimento cultural", disse a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas.

Serra da Barriga

A Serra da Barriga localizada no município de União dos Palmares, Zona da Mata do Estado de Alagoas, é bem tombado pelo Iphan desde 1986 e monumento nacional desde 1988. O local é sagrado e de representatividade para o povo negro, onde foi criado o maior foco de resistência escrava do Brasil, o Quilombo dos Palmares.

O blog comenta

Pelo WhatsApp a Turismóloga, Rosângela Nascimento, era pura alegria. Segundo ela, a inclusão da Serra como Patrimônio Cultural do Mercosul vai possibilitar a profissionalização de todos os serviços turisticos de União dos Palmares.

Ela lembra que a Serra não pertence mais ao povo de União dos Palmares nem propriamente a Palmares, ela pertence a um conjunto de proteção que ganhou visibilidade agora, nos paises da América do Sul, onde o Brasil faz parte desse contexto. Temos que celebrar", disse a proprietária da Rosatur Turismo.

Para Mãe Neide, "a inclusão da Serra da Barriga como Patrimônio Cultural do Mercosul vai revolucionar todo um conceito de proteção ao Parque memoril Quilombo dos Palmares. União ganhará visibilidade e todo um processo de morosidade para que as coisas viessem a acontecer no legado de zumbi dos Palmares, agora haverá celeridade, cuidado, seremos agora patrimônio de uma América, não mais patrimônio cultural no Brasil, quando a Serra foi tombada a época pelo ministro da Cultura, Pimenta, na gestão do ex-prefeito, Rosiber Oliveira de Melo(in memoriam) quando eu já fazia minhas peregrinações afro por aqui, dormindo na Serra da Barriga, rezando para que tudo desse certo, como acabou acontecendo. Somos agora Patrimônio Cultural do Mercosul, acompanhei essa escolha muito de perto", comemorou Mãe Neide.

Com Ascom - Gazetaweb.com e o blog

Publicado em 31/05/2017
1 comentários
O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. User

    palmarino escreveu em 01/06/2017 09:36:04:

    Lamentável Mãe Neide não aceitar a secretaria de cultura e indicar uma pessoa arrogante e mal educada

Entre na conversa!

Deixe seu comentário abaixo !

Confirme o código abaixo: