Promotora de Justiça enquadra Kil de Freitas e proibe a realização de festas com dinheiro público


Recomendação do MPE se encontra com o Procurador Geral do município, Belarmino Soares



A notificação oriunda do Ministério Púbico Estadual está sendo guardada pelo Procurador Geral do município, Belarmino Soares, a sete chaves, mas uma fonte revelou ao blog que o prefeito Areski Freitas recebeu da promotora de Justiça, Ana Luiza, recomendações expressas proibindo a não realização de eventos festivos em União dos Palmares, utilizando recursos públicos.

No documento, a promotora de Justiça, alega que não tem sentido o prefeito Kil de Freitas torrar dinheiro público com pagamento em cachê para os artistas, palco, luz e som, enquanto os servidores municipais estão com seus salários atrasados.

O blog não teve acesso a recomendação do Ministério Público Estadual, mas de acordo com a fonte, "a recomendação se estende até o final de 2017 em União dos Palmares". O que significa dizer que festas importantes como o dia 13 de outubro, da emancipação política da cidade ou até mesmo investimentos utilizando grana no 20 de novembro, o prefeito fica impedido de fazer, até equalizar as contas.

Essa decisão foi tomada antes mesmo do prefeito Areski Freitas ter autorizado o secretário de Turismo, José Artur(o Coca) em divulgar com a imprensa que em União dos Palmares não teriamos festas juninas 2017.

Ouvido pelo blog, um observador da gestão Kil de Freitas disse que essa recomendação do MPE caiu do céu para o prefeito do PMDB, haja vista que ele vai ficar com mais tranquilidade para negar patrocínios em festas em regiões como Barra do Canhoto, onde um vereador de sua bancada queria fazer um arraiá com a grana da prefeitura municipal no patrocínio das principais atrações bem como outros pedidos que vinham se acumulando no seu gabinete feitos por correligionários.

Ainda de acordo com a fonte, o vice-prefeito, Zé Alfredo, poderá ser investigado pelo MPE, pois o político vem anunciando o arraiá que leva o seu nome. O desejo do MPE é saber se haverá investimentos de recursos públicos na montagem de palco, som, arraiá ou no pagamento de cachê aos artistas que se apresentarão no pátio do posto de gasolina.

"Vamos acompanhar se o Corpo de Bombeiros Militar, grupamento de União dos Palmares, vai autorizar a realização de festas juninas com acendimento de fogueira,  realização de baile de forró no arraiá de ZA que será montado a menos de 10 metros das bombas de combustiveis", comentou em tom de expectativa.

 

Comentários 3

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Eliane escreveu em 05/06/2017 08:25:50:

    Sem festa sem self

  2. palmarino escreveu em 05/06/2017 08:23:13:

    Ninguém viu esse Coca ser nomeado, nem kil, só você ivan

Poste o seu comentário