Author

Quem faz o blog? Ivan Nunes jornalista desde 2000.
Fale com o Blog A Palavra: (82) 9 9177 2828

Cidades

Abandonados, pavilhões continuam sem bandeiras na gestão Kil de Freitas


Pavilhões representavam cartão postal, mas o desprezo e abandono se transformou na marca do governo municipal aos simbolos culturais


Fazer uma selfie num ponto turístico de União dos Palmares virou missão quase impossível para o turista em visita ao nosso município. O centenário prédio da estação ferroviária pertencente a ex-Rede Ferroviária Federal S/A(RFFSA), continua sem o seu telhado tem 8 meses, enquanto a casa do poeta Jorge de Lima, frequentar o seu primeiro andar onde funciona um museu Arqueológico, passou a ser uma temeridade devido ao piso de madeira que não oferece segurança.

Outro ponto turístico cultuado por muitos e criado na gestão do ex-prefeito, Zé Pedrosa, deixou de ser ponto turístico para despercebido. Três mastros colocados no antigo ponto de Informações Turísticas a margem da Br-104 no quilômetro 36, virou nos dias atuais, ponto para uuários de drogas e pedintes. Um belo gramado simplesmente desapareceu.

Os mastros não tem mais a bandeira Nacional, Municipal e de Alagoas tremulando. Isso acontece desde o início do governo Areski de Freitas - acusado em fraude no processo de licitação da merenda escolar em 2012, com valores super faturados causando graves prejuízos ao Fundo da Merenda Escolar e o Fundo nacional do Desenvolvimento Escolar.

 "Acho isso um absurdo. Um atrativo a mais para o histórico município e a prefeitura não se oca para a sua importância. Onde está a secretária de Cultura, Dorinha de Mãe Neide que não reverte essa situação, não trabalha para repor os pavilhões", criticou o promotor cultural, Djalma Rosendo.

Para a jornalista Genisete de Lucena Sarmento, "o deputado federal Paulão canalizou recursos para a recuperação de todos os prédios pertencente a Rede, em torno de mais de R$ 500 mil reais e a grana acabou sendo devolvida. Um crime contra a cultura do município que tem na Serra da Barriga o seu Patrimônio Cultural do Mercusul", lamentou Genisete ex-secretária municipal de Cultura.

Na gestão do ex-prefeito Beto Baia, o responsável pela troca e compra das bandeiras nacional, municipal de Alagoas, era o professor e historiador, Francisco Vianna Neto, ex-secretário municipal-geral de Administração. "As bandeiras daquela época eram compradas em São Paulo, mas sempre que uma estava se estragando devido a força do vento, nós tinhamos outras de reserva", disse ele ao blog.

 

Publicado em 16/06/2017
1 comentários
O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. User

    Fanta escreveu em 17/06/2017 10:42:43:

    Deixa pra tirar foto na bandeira do brasil lá do Atacadão de Maceio

Entre na conversa!

Deixe seu comentário abaixo !

Confirme o código abaixo: