Author

Quem faz o blog? Ivan Nunes jornalista desde 2000.
Fale com o Blog A Palavra: (82) 9 9177 2828

Turismo

Gerência do escritório da Palmares em Alagoas está vago desde que Temer assumiu a presidência da República; antes, o comando pertencia a Paulão do PT


Mesmo com todo esse perfil, o Parque está sem titular na sua gerência



Zumbi dos Palmares - Uma homenagem do historiador Edson Moreira e idealizado pelo professor Dilson Moreira(in memoriam)


O maior sonho de consumo dos que vivem com um pé dentro da cultura e o outro na sobrevivência em União dos Palmares está com a cadeira vazia desde que o presidente Michel Temer assumiu o comando do país. A vacância não tem despertado políticos da bancada federal de Alagoas, já que o último que indicou nomes para o escritório da Fundação Palmares em Alagoas, não quer ir nem para o Céu com o presidente Temer. Trata-se de Paulo Fernandes dos Santos, o Paulão do PT. Era dele a indicação da direção do escritório da Palmares em Alagoas.

O rompimento do PT com Michel Temer levou também Alagoas a perder o gerenciamento do escritório. Quanto a União dos Palmares, mesmo sendo a cidade que teve a suposta sorte de ter em seus domínios o legado de Zumbi dos Palmares, nunca teve voz nesse assunto desde os primeiros visitantes a Serra em 1977.

O escritório da Palmares que em príncipio era na rua Antônio Onorato da Silva, no centro de União dos Palmares, mudou-se para um quarto e sala na capital dos alagoanos tem 10 anos. Bem, e como está a administração do Platô da Serra da Barriga sem um gestor desde a era Temer? A espera do novo que possa tocar demandas que norteiam questões culturais de fundamental importância para o município que ainda sonham seus moradores ser o turismo histórico o seu maior caminho para a economia, coisa que até o momento vivemos do subemprego tendo como produto o legado de Zumbi dos Palmares.

Com o restaurante fechado de inverno a verão no Parque Memorial Quilombo dos Palmares, esse patrimônio cultural para a América do Sul continua o mesmo como dantes no quartel de Abrantes, mesmo o Governo de Alagoas anunciando que vai, com jeito vai, refazer o caminho de volta para atrair o turista construindo o seu acesso para Palmares.

Se o prefeito Kil de Freitas exercesse o papel de gestor e não de subalterno dos Calheiros, talvez teriamos ai um Nel do reggae no comando do escritório da Palmares, já que ele semana passada revelou esse sonho para alguns agentes florestais que cuidam do que resta da histórica Serra da Barriga ou, quem sabe alguém da prole dos Freitas, assim como já existe na secretaria municipal de Educação das Finanças do município e em funções do baixo clero na prefeitura municipal. Nesse patamar de abandono, nem Zumbi com toda a sua bravura escapa. Pobre cidade, sem dono cultural.

Publicado em 27/08/2017
0 comentários
O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Entre na conversa!

Deixe seu comentário abaixo !

Confirme o código abaixo: