Professores da educação de União dos Palmares anunciam greve geral para esta 4ª feira


Mário Gomes de Barros, unidade de ensino da rede mais antiga de União dos Palmares(foto de arquivo)



A mais equilibrada das secretarias municipais do prefeito Kil de Freitas, comandada por sua cunhada, Rimelque Xirli Lins, perdeu o compasso com os professores. Levada por um diálogo recheado de humilhações contra a categoria, a titular da pasta diz não ter dinheiro para conceder aumento salarial aos professores 10 meses depois, quando os números comprovam ao contrário e a história de quem passa pelo comando da Semed também.

Vejamos: Beto Baia deu 10% de aumento no salário do professor, ele que vinha passando por atribulações de relacionamentos com uma câmara municipal  exigente e radical que queria a todo custo tirar o município de seu comando administrativo.

Depois veio Eduardo Pedrosa que na gestão do vereador Bruno Praxedes, concedeu 6% deixando a categoria de bem com a vida. Nos dias atuais, os 17 mil eleitores que cravaram no nome de Kil de Freitas com Zé Alfredo, a cada dia, são apunhalados pelas costas sem pena pela dupla.

A discussão da secretária municipal de Educação, Rimelque Xirli Lins, auxiliada por um grupo de advogados de primeira viagem na função, vem levando a titular da pasta para o confronto com a classe. E hoje Rimelque está entregue aos Leões sem ter saída por conta de ter engolido cálculos maquiados.

De acordo com o procurador do município, ora Belarmino Soares ora outro do mesmo nível, "a secretária está disposta a entregar a folha, números em termos de valores para o Sinteal - sindicato dos professores - para que os educadores encontrem uma saída de aumento salarial no que vem sendo solicitado. Repara que conversa pra boi dormir!

Nesse chove não molha, a data base vem desde agosto, já estamos no mês de aniversário da cidade, que poderemos não ter aquele, tão esperado, majestoso desfile na avenida, por conta da inabilidade da Semed, assistida pelo prefeito Kil de Freitas que governa o município a cada dia, como se fosse o último de sua gestão, por conta de ter percorrido ao longo de sua vida pública caminhos pouco recomendáveis.

A greve dos valorosos professores de União dos Palmares está decretada a partir desta quarta-feira,4, em toda a rede municipal sem piedade ou dó. Os professores não suportam tratamento de servidores de "escolinha" adjetivo dispensado pela Rimelque Xirli Lins e seus asseclas.

Todo o rito que levam a paralisação dos professores de União dos Palmares vem sendo cumprido de maneira religiosa e, agora, é só conferir.

Comentários 7

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. BICHO PREGUIÇA escreveu em 03/10/2017 22:35:34:

    HUUUM TEM VARIOS PROFESSORES QUE NÃO ESTÃO NA SALA DE AULA, OUTROS NÃO QUEREM, OUTRO SE ESCONDEM POR TRAZ DE ATESTADOS. TEM PROFESSOR EFETIVO QUE ENSINA EM OUTRA CIDADE MAS AQUI NÃO PODE ENSINAR, PQ ELA TEM DOIS EMPREGOS E NÃO PODE FALTAR NA OUTRA CIDADE E AQUI PODE. SAFADEZA.
    BANDO DE PRIGUIÇOSOS.

  2. desempregado escreveu em 03/10/2017 14:08:27:

    Hoje é a educação, depois a saúde.
    Turismo jogaram uma pá de terra de vez. tem geito não

  3. Paulo escreveu em 02/10/2017 17:23:30:

    Se um gestor não valoriza a educação, não sabe respeitar a sociedade.

  4. Palmarina longe graças a Deus escreveu em 02/10/2017 14:37:39:

    Nada diferente da ultima gestão dele e de sua cunhada. Tudo combinado. Agora aguentem.

  5. fora kil escreveu em 02/10/2017 13:10:02:

    União tem jeito Cristina Vergeti vem aí.

  6. Paladino escreveu em 02/10/2017 12:52:12:

    Volta Beto Baiaaaaaaa.

  7. mundau nao aquenta mais escreveu em 02/10/2017 09:16:08:

    ivan nunes vem hoje anoite pra mundau ta pegando fogo os vereadores vao aprovar inpostos e a populacao vai reagir querem ver o povo pedindo esmola

Poste o seu comentário