Author

Quem faz o blog? Ivan Nunes jornalista desde 2000.
Fale com o Blog A Palavra: (82) 9 9177 2828

Esporte

Se vencer ou golear bem, o Zumbi poderá ficar com a única vaga da Segundona hoje no estádio Praxedão









































































A um passo do seu retorno ao futebol alagoano da primeira divisão 2018, União dos Palmares poderá conquistar a única vaga da competição logo mais as 15h no estádio municipal, Orlando Gomes de Barros, o antigo Praxedão, se vencer o seu adversário por um placar elástico, esse é o único problema a ser superado dentro de campo.

O Comercial não pontuou sequer uma vez na competição, não pode ser comparado como uma boa equipe e, hoje, exatamente contra o Zumbi Esporte Clube pode se tornar na pedra no meio de seu caminho do alviverde. Os jogadores sabem dessa realidade, os dirigentes idem, nem mesmo o padre da cidade ficou sem saber.

O único time que pode impedir o Pantera Verde de pegar o troféu de campeão é o Dimensão Saúde, que meses antes da compteição se iniciar, pediu guarida aos administradores políticos locais e lhes foi negado pelo simples motivo de não existir liga com a cidade. A medida foi acertadíssima, pois tinhamos e sempre teremos nomes e panos para as mangas no quesito futebol, seja ora Zumbi ou, amanhã, Bangu Esporte Clube, dois eternos e sempre unidos rivais do futebol palmarino.

O técnico Gilton da Silva deverá repetir a mesma formação do Zumbi que venceu o São Domingos por 3x1 em Massagueira no último domingo. Em função da realização do Enem, Zumbi e Comercial, dois clubes da Zona da Mata, com históricos culturais idênticos e se enfrentam com propósitos diferentes num momento em que apenas um pode escrever a boa história do futebol de uma região onde o legado cultural e histórico é de quem foi à luta e deu a vida pela liberdade de um povo.

Veteranos

O Zumbi Esporte Clube, fundado a 15 de novembro de 1970 e derigido por homens de fibra e apaixonados pelo futebol a exemplo do Sargento da Marinha Mercantil, Juca Vasconcelos, um pouco mais atrás o servidor público federal do Porto de Alagoas, Paulinho Pão Doce, depois veio Antônio Avelar e tantos, e tantos outros nomes célebres, terá nesse seu retorno ao futebol de elite que agradecer aos jogadores estrangeiros a exemplo de Sinval, Gueba, Rambo, Dias, AlexSandro e Riqunho(o caçula dessa tribo).

Veteranos que resolverasm dentro e fora de campo. Todos, a excessão do guerreiro Riquinho,  - mas mesmo com pouca idade e convocado para a Seleção Alagoana de Futebol, num prêmio justíssimo, foram decisivos nesse projeto, evidentemente que imprescíndivel sempre os nativos, sua comissão técnica. Antes, derrubar o último obstáculo para as devidas vênias melhor pensar no jogo de logo mais as 15h. Boa sorte, Zumbi!

Publicado em 04/11/2017
0 comentários
O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Entre na conversa!

Deixe seu comentário abaixo !

Confirme o código abaixo: