Pesquisa revela que população de União está presa a antigos gestores


Manoel Gomes de Barros ex-prefeito e continua na cabeça do povo



<strong>O DataNunes apresentou esta semana</strong> o resultado de uma pesquisa que chama a atenção das pessoas pesquisadas sobre o atual momento político que vive União dos Palmares.

No relatório apresentado pelo diretor de Conteúdo, ficou evidenciado que 80% dos entrevistados ainda estão preso a antigos gestores, a exemplo do ex-prefeito e ex-governador Manoel Gomes de Barros, Iran Menezes, Afrânio Vergeti, Zé Pedrosa e uma pitada de ironia: Beto Baia, afastado do cargo de prefeito por duas vezes, em decisão do Juiz da 2ª Vara do município, Yulli Rotter, atual juiz eleitoral.

Os prefeitos eleitos geraram grande expectativa da população, principalmente nos jovens, mas eles acabaram fazendo um péssimo governo, diria, decepcionante a exemplo de José Praxedes Neto, Beto Baia, Rosiber Oliveira de Melo, Eduardo Pedrosa e Kil de Freitas, a propósito, Kil poderá ser o político que mais assumiu a prefeitura de União dos Palmares: três vezes. Uma vice de Zé Pedrosa, outro mandato inteiro que ele acabou sendo substituído pelo prefeito Beto Baia-Eduardo Pedrosa e, agora, prefeito eleito em 2016.

Na pesquisa, um dado revelador: Manoel Gomes de Barros - único palmarino que governou Alagoas, teve o mesmo reconhecimento como gestor que o ex-prefeito, Afrânio Vergeti. Afrânio, comandou União dos Palmares por dois mandatos e, em 2000 teve seus direitos políticos suspensos por 8 anos além de ter sido afastado do cargo.

Essa relação de saudosismo em 80% dos ouvidos, remete a péssima administração que Kil de Freitas vem fazendo com atraso na folha, servidores demitidos pelas redes sociais, nepotismo, atraso nos consignados, retirada do óleo diesel para os alunos universitários de maneira abrupta, demissão de Filipe Almeida da saúde para botar uma secretária laranja, contratos escusos com uma empresa de nome Avant, portal da transparência inexistente, péssima relação com o sindicato dos servidores do município.

Diante dessa realidade, as eleições de 2020 poderá apresentar caras novas, haja vista que o falecimento do ex-prefeito Afrânio Vergeti, abriu espaço para um nome na família; Jaiminho Vergeti ou o preferido da população Cristina Vergeti.

Manoel Gomes de Barros prepara seu neto, João Neto, para a sua sucessão no campo político, haja vista que o nome natural da família, o ex-deputado estadual, Nelito Gomes de Barros, enfrenta problemas com a Justiça eleitoral. Iran Menezes depósita suas fichas no filhos, Junior Menezes ou nele mesmo, mas são poucas as chances do ex-prefeito encarar uma eleição, mesmo tendo um passado político de mais acertos que erros.

A novidade no cenário político palmarino, é a chegada do filho de Zé Clemente, empresário da Cledisbel, Jó Clemente, já fixou residência no município e poderá ser uma das alternativas no processo eleitoral. Por outro lado, Dode Praxedes se municia para disputar as eleições municipais de 2020. Outro nome que o pai fará de tudo para virar a mesa de sua desatrada atuação como secretário municipal de sáude, será o Filipe Almeida. Para Daniel da Quaker, a passagem dele foi eivada de ciúmes e cenas dantescas de um governo que ele pediu para sair.

Confira os dados finais da pesquisa

Afrânio Vergeti; Manoel Gomes de Barros e Iran Menezes como referências de bons gestores.

Beto Baia, Kil de Freitas - abaixo da média que representam 0,3% Kil e 0,6 Beto Baia

Demais preferiram não optar e sugeriram que Kil de Freitas fosse trabalhar mais pela cidade.

 

Comentários 1

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Cesar escreveu em 14/12/2017 08:22:22:

    Kkkkkkkkkkk data Nunes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk esse IVAN é um ótimo repórter kkkkkkkkkk data Nunes .

Poste o seu comentário