Gerenciamento de Crises da PM reforça policiamento e acompanha manifestações no Centro de Maceió






O Centro de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Polícia Comunitária (CGCDHPC), da Polícia Militar de Alagoas, acompanhou duas mobilizações de movimentos sociais no Centro de Maceió.

As equipes estiveram reforçando a segurança para assegurar o caráter pacífico dos atos, prontas para negociar caso haja algum tipo de bloqueio de via e/ou problemas eventuais.

A primeira mobilização foi acompanhada nessa terça-feira (17), após cerca de 3.500 membros de movimentos sociais e sindicais, que estão acampados na Praça Simimbú, iniciarem uma caminhada até a Praça Deodoro, onde realizaram um ato ecumênico. De lá, eles seguiram em caminhada até a portaria de uma emissora de televisão e depois voltaram ao acampamento.

O segundo ato foi realizado na manhã desta quarta-feira (18) em frente ao Palácio República dos Palmares, após saírem mais uma vez em caminhada da Praça Sinimbú. Representantes dos movimentos foram recepcionados pelo governador Renan Filho para uma reunião. Entre as pautas, está a negociação de terras de uma usina(Laginha) para acelerar o processo de Reforma Agrária.

Participaram dos atos movimentos de trabalhadores rurais como o MVT, MLST, MLT, MST e MSL; todos oriundos de União dos Palmares, além de centrais sindicais, como Sinteal e Sindipetro; além de partidos políticos e da Comissão Pastoral da Terra, da Igreja Católica.

Com informações da PM

Comentários 0

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.

Poste o seu comentário