Morte de garoto em acidente de moto provoca comoção, dor e homenagens a vítima


Lucas Tenório, condutor da motocicleta, se recupera no HGE



Paulo Júnior, primeiro teve morte cerebral depois do acidente de moto















Amigos de Paulo Junior, prestam homenagem a ele, vestidos em camisetas com sua foto











 

O estudante Paulo Júnior de 16 anos, que pegou carona com o amigo Luan Tenório a caminho de casa, na comunidade de Varzea Grande, teve morte cerebral anunciada pelos médicos do HGE nesta terça-feira,17. A vítima teria vindo assistir uma partida de futebol de salão, na quadra municipal, Manoel Paisinho, onde dois amigos disputam a competição.

Na volta para casa, Paulo Junior, avisou aos amigos que retornaria para a Várzea Grande com Luan Tenório e não mais com um amigo de nome Joeliton única testemunha do acidente já que ele seguia Luan e Paulo Junior a poucos metros pela Br-104 em sua moto. 

Na altura do quilômero 33, próximo ao posto Serra da Laje, um animal estava no meio da Br-104 sentido Várzea Grande, mesmo com o esforço do condutor para tentar desviar do animal, o impacto foi enorme e os dois jovens cairam na rodovia batendo com a cabeça no chão.

Paulo Junior morava com um casal de avós na Várzea Grande. Ele foi deixado com os pais de sua mãe ainda novinho, já que ela foi trabalhar em São Paulo. Assim que soube da morte do filho, ela pegou um ônibus sentido União dos Palmares e, deverá chegar amanhã, (sexta-feira,20).

A família alegou não ter condições financeiras para retornar para Alagoas de avião. O corpo de Paulo Junior encontra-se numa das geladeiras destinadas para preservação de corpos do Instituto Médico Legal em Maceió e, será liberado para sepultamento na manhã desta sexta, momento em que a mãe de Paulo Junior estará chegando da capital paulistade.

Paulo Junior era um jovem bastante querido. Essa fatalidade deixou dezenas de amigos tristes. Esses mesmo colegas tomaram a iniciativa de homegear o amigo confeccionando 71 camisas com frases de boas lembranças com ele. Parte da comunidade foi pichada com frases "Eterno Juninho" e outra manifestações a exemplo de "Luto".

O clima na comunidade onde viveu Paulo Júnior hoje é extrema tristeza entre os jovens. 'Chegados' do garoto editaram um vídeo somente com imagens do Paulo Junior com outros colegas em momentos de felicidades, de curtição ao lado também de algumas garotas amigas. Paulo Junior vivia com um casal de idosos, que são seus avós, ele não tinha irmão.

Comentários 1

O comentário não representa a opinião do blog. A responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Evandro escreveu em 25/04/2018 22:18:27:

    Eles vinha fazendo um racha Luan e esse joeliton conhecido por meia a polícia poderia andar mais aqui na várzea grande pq aqui e uma verdadeira pista de corrida pelos os primos chamado meia mely e Tiago não respeita ninguém com rocandor nas motos

Poste o seu comentário