01/01/2020 Por Ivan Nunes

Evento cultural é marcado pelo furto do Bode Federal; organizadores garantem recompensa para quem informar paradeiro

A corrida do Jumento palmarino em 2019 foi marcado por pequenos furtos de celulares e até uma motocicleta mas nada que chamasse a atenção do Bonde Federal, uma das atrações do evento. 

A festa acontece sempre na última semana de dezembro e é cercada de grandes atrações, entre elas a corrida do Jumento que se revela talvez na principal atração.

Este ano aconteceu uma surpresa: o sumiço do bode Federal, de propriedade do historiador e agente cultural, Paulo de Castro Sarmento. Federal quando se apresenta para o grande público seja requebrando ou fazendo careta ou dando pinotes a uma altura média de 60 centimetros arranca aplausos da multidão que prestigia o evento.

Sobre o furto de Federal, testemunhas disseram ter visto dois jovens arrastando o Bode adestrado como ninguém sendo levado pelos homens numa motocilceta Pop 100.

"O ritmo era bem devagar, muito devagar mesmo, até eles se encobrirem em direção a avenida João José Pereira de Lyra Filha(antiga Canabrava)", disse uma testemunha ouvida pelo blog.

Sem o Bode Federal está caracterizado o maior desfalque na criação do professor Paulo de Castro que desde o furto do animal ele não consegue dormir direito se não utilizando uma boa dose de ansiolíticos(tranquilizantes).

Nas redes sociais, Paulo de Castro Sarmento aproveitou o 1º dia de janeiro de 2020 para sapecar mensagem procurando Federal oferecendo uma gratificação da ordem de R$ 200,00 nota por nota para quem indicar onde anda Federal. 

"A Comissão organizadora da Corrida Palmarina do Jumento Alagoano está pagando um prêmio de R$ 200,00 (duzentos reais) para quem informar ou achar o Bode Federal", diz a nota subscrita pelo historiador Paulo de Castro Sarmento.

A notícia sobre o furto do Bode Federal ainda não chegou à mesa do delegado regional da Polícia Civil, Válter Nascimento. Se você viu o Bode Federal por ai ligue para 9 9344 7421 ou 3281 3669. 

Comentários


Paulo de Castro ao microfone diante do Bode Federal na última aparição pública do animal

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes