30/01/2020 Por Ivan Nunes

Após um ano na geladeira, Chicão retorna à arbitragem e fala em recomeço

Nesta terça-feira (29), o CSA enfrentou o Jaciobá pelo Campeonato Alagoano e venceu por 3x2. No entanto, o maior sentimento de vitória estava presente no árbitro Francisco Carlos do Nascimento, o Chicão, que voltou a ser escalado para uma partida oficial após mais de um ano de inatividade. 

"Hoje [ontem] foi um recomeço, o meu primeiro contato com o futebol profissional desde o fim de 2018. Ano passado eu não participei do Campeonato Alagoano, fiquei de fora, e já estou voltando nesta temporada na segunda rodada. O desejo é voltar a ser árbitro principal, mas vai depender da Comissão e dos critérios dela", relatou Chicão, com exclusividade à Gazetaweb, ao término da partida no Estádio Rei Pelé.

O período de geladeira ocorreu após Francisco Carlos ter sido acusado de participar de esquema de manipulação de resultados no Campeonato Paraibano. O árbitro alagoano e dirigentes dos principais clubes do futebol da Paraíba foram investigados pela Polícia Civil e o Ministério Público na chamada Operação Cartola.

Na última semana, o árbitro alagoano protocolou junto à CBF uma liminar na justiça que obrigava a Federação Alagoana de Futebol (FAF) a incluir seu nome no quadro e sorteios da arbitragem para as partidas do Estadual. A entidade e a Comissão de Arbitragem acataram a decisão. 

Gazetaweb acompanhou os passos e observou o comportamento de Francisco Carlos do Nascimento à beira do gramado do Estádio Rei Pelé. Na função de 4ª árbitro, Chicão se mostrou tranquilo e atendeu às expectativas, controlando os ânimos do banco de reservas de CSA e Jaciobá no frenético jogo com cinco gols e o último acontecendo aos 47' do 2º tempo. 

"Fico feliz por este retorno. A maioria das pessoas do estado sabe do meu caráter e da minha personalidade. Foi provado no STJD que não tive nenhum envolvimento com aquela situação [esquema na Paraíba]. Fui o único absolvido por unanimidade das acusações. Agora é bola para frente. Serve de lição para mim, não somente na vida profissional, mas na pessoal", disse Chicão.

 



Francisco Carlos do Nascimento auxiliou trio de arbitragem comandada por Denis Ribeiro Serafim (CBF)

FOTO: AILTON CRUZ

Francisco Carlos do Nascimento foi o árbitro alagoano que alcançou o status de Fifa, ganhando o escudo e autorização da entidade máxima do futebol para apitar jogos fora do Brasil, em 2012. Entre partidas nos Campeonatos das Séries A, B e C, Chicão comandou três partidas do Torneio Toulon, competição Sub-21 entre Seleções realizado na França, em 2014. 

"Uma carreira que quando olho para trás me orgulho muito. Porque sair de onde saí, da cidade de Ibateguara, e chegar ao quadro internacional é motivo de orgulho. Espero que depois de hoje [ontem], eu possa dar prosseguimento à minha carreira e possa seguir não apenas nos jogos do Campeonato Alagoano, mas também representando o meu estado fora, como sempre fiz quando árbitro Fifa", declarou.

"A arbitragem é como se fosse um vírus incurável. Eu me contaminei com ela, corre nas minhas veias e no ano que fiquei fora, eu 'comia' futebol todos os horários. Até porque eu não fui afastado, sempre estive no quadro de arbitragem, fazia testes físicos regularmente, cursos teóricos pela CBF. É um novo chicão que está vindo aí. Tudo o que acontece na nossa vida serve de experiência e eu espero poder voltar a ser o Chicão que chegou ao quadro internacional", concluiu.

Aos 42 anos de idade, Francisco Carlos do Nascimento ainda não tem certeza de quando acontecerá o retorno ao comando principal da arbitragem. O sorteio das escalas para a 3ª rodada do Campeonato Alagoano deverá acontecer na próxima semana, antes do confronto Jaciobá x Murici, que abre a rodada na quarta-feira (5).

 Por Mauricio Manoel e Jean Nacimento - Gazetaweb.com Com o blog

Comentários


Após um ano na geladeira, Chicão retorna a arbitragem e fala em recomeço FOTO: AILTON CRUZ


Acusado por participar de esquema de manipulação de resultados na Paraíba, Chicão foi julgado e absolvido pelo STJD FOTO: WELLINGTON CAMPOS

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes