18/02/2020 Por Ivan Nunes

A política e o fake

O ex-governador Manoel Gomes de Barros parece ter virado cumplice dos maus-feitos de seus correligionários que buscam a qualquer custo plantar mentiras nas redes sociais. Analfabeto de pai e mãe nesse universo, há quem diga que ele vibra com o produto final das redes sociais com o intuito de ver o circo pegar fogo.

Primeiro ele sabe quem pixou o "fora Kil" e insiste em ficar boca piu nessa sandice que não leva a nada. O estadista da época de Suruagy - de saudosa memória, adotou como postura nessa sucessão municipal, ficar em cima do muro num processo que exige esforço eleitoral para muitos.

Mano, especialista em dá supapos no próximo bem que poderia adotar uma postura de político do tipo " vou dá tudo de mim para conquistar a chefia administrativa da prefeitura mesmo que fossem os últimos suspiros com a caneta na mão", supostamente voltando a administrar o município. Mas insiste em querer o inatingível: ser o candidato da maioria daqueles que também desejam governar União.

Por outro lado, o delegado regional Válter Nascimento deve uma resposta a sociedade no tocante as pixações por que o caso é de polícia, mas o processo parece emperrar, não querer descer os degraus da regional e chegar na 3ª Vara Criminal de União dos Palmares, local ideal para se resolver problemas com criminosos que utilizam as redes sociais, invadem e postam opiniões mentirosas como se fossem verdade.

Para traduzir o sentimento da verdade é, com a redação do blog mesmo, mas as coisas mudam. O tempo passa e a vida segue, mesmo que as pessoas de bem tornem-se vítimas de contumazes fora da lei. Lamentável para o processo democrático.

Comentários


Ex-governador Manoel Gomes de Barros: precisa ficar longe do vale tudo da política

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes