15/03/2020 Por Ivan Nunes

Murici sai na frente mas toma empate contra o CSE

Na tarde deste sábado (14), em jogo único, abrindo a 6ª rodada do Campeonato Alagoano, Murici e CSE ficaram no empate por 2 a 2, no Estádio José Gomes da Costa, em Murici. Com este resultado, o Alviverde se mantém isolado na liderança do Estadual, com 12 pontos; enquanto o CSE, segue na 4ª colocado, com sete pontos.

Os gols do jogo foram de Deysinho e Etinho (Murici) e de Juliano, marcando duas vezes (CSE).

O próximo desafio do time alviverde será no dia 28 (sábado), no Estádio Edson Matias, às 17 horas, contra o CEO. E o CSE vai receber o ASA, no clássico do interior, no mesmo dia e horário. As partidas são pela 7ª e última rodada desta 1ª fase do Alagoano.

Como foi

 



Jogo foi movimentado e terminou empatado por 2 a 2

FOTO: JAILSON COLÁCIO/ASCOM MURICI

No primeiro tempo, o CSE teve duas boas oportunidades, aos 12 e aos 14 minutos. Na primeira, com Juliano, mas ele perdeu a chance. E na segunda, o goleiro Jandi fez boa defesa no cruzamento de Querino.

 

Aos 19 minutos, outra boa oportunidade foi desperdiçada pelo Tricolor de Palmeira dos Índios, no chute de Junior Santos, quando Jandi fez boa defesa.

Mas como quem não faz, leva, o Murici abriu o placar aos 21 minutos. Carlos Alberto bateu o escanteio, Etinho desviou, Deysinho apareceu livre e guardou no fundo da rede: 1 a 0.

Aos 29 minutos, o Alviverde teve uma boa oportunidade de ampliar o placar. Gleysinho soltou o pé de fora da área e assustou o goleiro Diogo, do CSE. Um grande lance desperdiçado.

O Murici estava impossível. E, aos 35 minutos, de novo chegou com perigo. O goleiro Diogo, do CSE, saiu errado e entregou nos pés de Deysinho, que chutou de fora da área, mas perdeu a boa oportunidade.

No finalzinho do 1º tempo, o CSE teve um pênalti em seu favor. Aos 45 minutos, Juliano foi para a cobrança e guardou, deixando tudo igual: 1 a 1.

O árbitro deu três minutos de acréscimos e, pontualmente, aos 48 minutos, encerrou a 1ª etapa.

 



Murici e CSE fizeram uma partida bem disputada, mas time Alviverde deixou escapar a vitória por duas vezes

FOTO: JAILSON COLÁCIO/ASCOM MURICI

Na segunda etapa, o Murici assustou logo no primeiro minuto. Gleysinho recebeu o passe dentro da área e chutou forte, vendo a bola passa perto e assustando o goleiro do CSE.

 

Aos 7 minutos, o jogo foi paralisado, pois o técnico do CSE, Jaelson Marcelino, sentiu-se mal (teve taquicardia) e recebeu atendimento médico, sendo levado pela ambulância, em seguida, para o hospital, onde ficou em observação. E o jogo seguiu paralisado, até o retorno da ambulância.

Quando a partida foi reiniciada, após quase dez minutos, o CSE teve uma grande oportunidade. O meia Juliano avançou e chutou forte, obrigando a goleiro Jandi a fazer uma boa defesa, aos 19 minutos.

O jogo se encaminhava para os 30 minutos e o Murici trocava passes na entrada da área do CSE. Mas, sem perigo. Aos 36 minutos, Cleyton bateu o escanteio para o Murici, Joaquim cabeceou e o zagueiro Roni, do CSE, tirou a bola em cima da linha, para alívio dos torcedores tricolores.

Aos 41 minutos, Bicuda bateu a falta, Ramos cortou, mas a bola bateu no braço do jogador do CSE. O árbitro assinalou a penalidade em favor do Murici. O experiente Etinho cobrou com força e com perfeição e guardou no fundo do gol, colocando o Murici de novo na frente: 2 a 1. 

Mas aos 48  minutos, o CSE fez o gol de empate, novamente com Juliano, acabando com a alegria dos donos da casa. Foi assim: Goiabinha fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro, a zaga do Murici não cortou e Juliano aproveitou para empatar o jogo novamente: 2 a 2.

 



Com o empate, Murici segue líder isolado, enquanto Tricolor se mantém na 4ª posição na tabela

FOTO: JAILSON COLÁCIO/ASCOM MURICI

Por causa da paralisação da partida, pela saída da ambulância que atendeu ao técnico Jaelson Marcelino, o segundo tempo foi até os 58 minutos, quando o árbitro assinalou o final da partida.

 

Murici - Jandi; Carlos Junior (Cleyton), Joaquim, Sinval e Bicuda; Rambo, Matheus Oliveira, Rodrigo Murici e Gleysinho (Jonny); Etinho e Deizinho. Técnico: Elenilson Santos. 

CSE - Diogo; Roni, André Nunes, Jadson e Ramos; Evandro, Sardinha (Felipe Pedra) e Wagner Querino (Geovani); Juliano, Damião e Junior Santos. Técnico: Jaelson Marcelino.

Árbitro - Jonata de Souza Gouveia.

Auxiliares - Cláudio Camilo da Silva e Benilson dos Santos Silva. 

Quarto árbitro - Gustavo da Silva.

 

 

Comentários


CSE fez uma boa partida diante do Murici que segue líder com 12 pontos

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes