24/03/2020 Por Ivan Nunes

Sesau anuncia pagamentos às empresas que passaram por requisição administrativa

Texto de Josenildo Torres

 

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, anunciou que esta semana irá ressarcir as empresas que passaram pelo procedimento de requisição administrativa, para cessão de produtos hospitalares que irão atender pacientes com a Covid-19. O cronograma de pagamento foi anunciado na segunda-feira (23), pelo gestor da saúde estadual, durante reunião com representantes da Casa do Médico, Comac, Kamed, DEA Farma e APL Cárdio.

No último sábado (21), o governo do Estado requisitou, administrativamente, aos fabricantes, distribuidores e varejistas alagoanos, uma série de insumos, medicamentos e equipamentos médico-hospitalares. A medida foi embasada no Decreto Governamental 69.501, datado de 13 de março de 2020, que regulamenta medidas temporárias para o enfrentamento da emergência de saúde pública relacionada ao novo coronavírus.

Por meio da ação, uma série de equipamentos, insumos, medicamentos e produtos de saúde foram encaminhados ao almoxarifado da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O material será utilizado nas unidades que atendem pacientes da Covid-19, a exemplo do Hospital Escola Hélvio Auto (HEHA), referência para atender pacientes em estado grave.

Na lista de materiais requisitados pela Sesau, estão máscaras cirúrgicas, luvas cirúrgicas, aventais cirúrgicos, lâminas para laringoscópio, eletrodos, estetoscópio, estetoscópios, oxímetro de pulso. Constam ainda, segundo foi catalogado, aparelhos de pressão, aventais cirúrgicos, lanternas clínicas, óculos para proteção individual, ressuscitador manual, umidificador, fluxômetro de oxigênio e ar comprimido, carro maca esmaltado, camas elétricas, mesas e mesas auxiliares, eletrocardiógrafos, aparelhos para pressão, entre outros materiais.

Durante a reunião com os empresários, o secretário de Estado da Saúde ressaltou que os equipamentos também serão utilizados na montagem dos 105 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), destinados, exclusivamente, a atender pacientes graves da Covid-19. “Queria de público agradecer a parceria das empresas que estão nos ajudando a enfrentarmos a pandemia do novo coronavírus. Estamos firmando este compromisso e agindo com transparência, apresentando o cronograma de pagamento às empresas que tiveram produtos requisitados pelo governo do Estado”, salientou Alexandre Ayres.

Novas UTIs – Até a próxima segunda-feira (30), Alagoas terá 105 novos leitos de UTI, destinados a atender os pacientes graves com a Covid-19. Os novos leitos irão funcionar em Maceió e no interior, contemplando a I e II Macrorregiões de Saúde, respectivamente.

Na capital alagoana, que atende alagoanos de 56 municípios dos Litorais Norte e Sul, do Vale do Mundaú e Zona da Mata, são 99 leitos distribuídos entre Hospital Universitário (HU); Unidades de Pronto Atendimento (UPAs); Hospital Sanatório; e Hospital Veredas. Já em Arapiraca, referência para o atendimento de moradores de 46 municípios do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco, serão leitos no Hospital de Emergência do Agreste (HEA).

Comentários


Material foi requisitado administrativamente pela Casa do Médico, Comac, Kamed, DEA Farma e APL Cárdio( Foto de Igor Nascimento)

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes