01/06/2020 Por Ivan Nunes

ZA diz que sua participação na eleição deste ano pode ser com a esposa ou o filho



 

Cada vez mais decidido, o vice-prefeito Zé Alfredo voltou a falara sdobre sua participação nas eleições deste ano para prfefeito de União dos Palmares. Ele rechaça a ideia de apoiar outro nome para a disputa se não for o de sua esposa, Pollyana ou do filho mais velho, Victor. 

A conversa foi no estúdio radialista Sílvio Sarmento Neto, no programa Mesa Z, da Zumbi FM sob o comando de Nivaldo Marinho e Anthony A.

Zé Alfredo voltou a comentar que vai disputar a eleição, tendo a esposa, Pollyana ou o filho, o acadêmico do curso de Direito, Victor Albuquerque na cabeça da chapa.

- Eu vou com Zé Alfredo, eu vou com meu filho, Victor, eu vou com minha esposa Pollyana, mas eu vou com aquelas pessoas que acreditam na proposta de trabalho de Zé Alfredo; logicamente são meu sangue, são pessoas que confiam em Zé Alfredo", disse o vice-prefeito que está impedido de participar das eleições municipais deste ano, por ter sido punido pelo colegiado de desembargadores do TRE/AL por não ter prestado conta da eleição em que foi candidato a deputado estadual em 2018.

Com essa decisão, a missão de ZA será agora, convencer a esposa, Pollyana, de ser candidata em seu lugar. Ela nunca aprovou a participação do marido na política. Sempre teve um pé atrás, mas como a missão agora é outra pode ser que aceite a imposição do esposo. 

Quanto a Victor, ele sempre acompanhou o pai nas disputas políticas em que ZA participou, inclusive na sua eleição para prefeito na chapa com Kil de Freitas.

Fica a dúvida quanto ao instituto da transferência do voto no curso da campanha para prefeito se ZA terá prestígio mesmo junto ao eleitor palmarino, para tranferir o voto que ele teria para um membro da família.

 

Comentários

Iohqn escreveu em 18/06/2020 13:09:12:

Eu. Acho que a empatia do povo palmarino é com ZA. Acredito que os familiares não tenham isso.

POTESECO escreveu em 04/06/2020 15:55:38:

Após uma ligação onde o ouvinte pergunta ao ZÉALFREDO não conseguindo a certidão se apoiaria a chapa Caju e Castanha(BrunoLopes), o mesmo disse que são inexperientes e novinhos portanto sem condições nenhuma de dar certo e logo em seguida diz que indicara sua esposa ou seu filho, oi? Qual experiencia?, politica de marionetes? tipico dos velhos costumes, de pai pra filho?

Rosa escreveu em 01/06/2020 12:42:13:

O negócio é tem que ter um mamando na familia kkkkkkkkkklkkkll

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes