14/06/2020 Por Ivan Nunes

Homem mata comerciária em União dos Palmares à golpes de faca; crime aconteceu em via pública

Foi um crime premeditado cometido pelo mototáxista Luiz, vulgo Boneco, contra a funcionária de uma padaria da cidade de União dos Palmares, identificada pela polícia militar como Salomé Paulino da Silva. 

O casal vivia em constante confusões domésticas até, Boneco decidir assassinar a moça no começo da noite do dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, por que ela não queria mais reatar com ele uma relação conturbada.

O crime aconteceu, numa rua que liga o bairro Nova Esperança com Antônio Arecipo, mais conhecida como Cangote. Foi quando o casal se encontrou. Salomé estava indo para casa, quando foi abordada por Luiz Boneco extremamente nervoso.

- Eu passei na hora e vi aquela discussão, mas não dei a atenção devida, pois o clima era de ciúme, daqueles pesado. O acusado estava montado na moto prata e me parecia convencer a moça. Foi quando ele desceu e sacou uma faca-peixeira que estava nas suas costas e passou a atacar a vítima que pediu socorro.

- Pelo amor de Deus não faça isso comigo, não, Luiz! Faça isso comigo, não! Fiquei impávido, gelei!, disse um estudante do Ifal que pediu por tudo quanto é santo para não ser identificado nem que o blog fizesse fotos dele.

Salomé não esboçou nenhuma reação. Foram cortes profundos na região mamária, colo e pescoço. Luiz estava muito possesso. Uma outra testemunha disse que, pelo fato do crime ter sido cometido numa estrada de terra, cuja vegetação natural estava um pouco alta, Luiz jogou a peixeira no meio do mato.

- Eu vi, o brilho da faca!, garantiu a testemunha que falou sob a condição de anonimato. Assim que o crime ganhou dimensão em áudio e imagens nas redes sociais, uma fala se destacou entre tantas.

A do sargento Malta, policial militar da reserva que pede ajuda às pessoas para identificar e prender Luiz, vulgo buneco.

- Por favor, passe informação no meu privado sobre o paradeiro desse bandido que eu vou lá!, se prontifica o militar que em outros áudios cede o número de seu celular tudo sob a garantia de "sigilo total" da fonte.

Noutra conversa, uma pessoa revela que "o casal estava se separando e, que não tinha mais volta. "Ela chegou até a trocar a fechadura da casa para ele não ter acesso mais. Bandido fez isso com a moça", lamentou.

Salomé Paulino da Silva, trabalhava num supermercado no centro da cidade. Entre os colegas ela foi lembrada como uma excelente pessoa. "Bastante atenciosa com a gente". Tinha conhecido Luiz Buneco, seu algoz, no ponto de mototáxi que existe defronte ao local onde ela trabalhava.

O acusado segue foragido da polícia militar e civil.

Comentários


Salomé: rosto meigo foi vítima do violento mototaxista Luiz, o Buneco


Luiz: feminicídio e crueldade


Salomé: não aceitava mais o amor doentio de Luiz o Buneco

Bruno Oliveira silva escreveu em 28/06/2020 22:15:16:

O lugar desse mostro e no inferno

Maria escreveu em 14/06/2020 11:15:12:

O pessoal ligaram por socorro mas demorou umas 30 horas pra chega e atende essa moça aí infelizmente essa demora a Samu não podia te demorado tanto assim ja q fica perto do nova esperanca e eles não estavam atendendo ninguém

Junior escreveu em 14/06/2020 07:18:32:

Esse local é escuro não tem lâmpada e o mato estar muito alto tem de corta mas a prefeitura inguinoram tudo isso aí ano passado aconteceu vários asalto nesse mesmo local os assaltante se escondia no Mato e assaltavam já era pra os órgão tem tomado providencia

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes