09/08/2020 Por Ivan Nunes

Banda de pífanos desaparecem de União dos Palmares município que era celeiro desse segmento cultural



 

Os museus existentes em União dos Palmares pouco ou nada retratam sobre a importância das 5 bandas de pífanos existentes no município. São escassas também, informações sobre sua existência e não há regisrtros fotográficos ou sonoros.

O museu jornalista e poetisa, Maria Mariá, atualmente a sua sede é alugada para a prefeitura municipal de União dos Palmares o que garante seu bom funcionamento, já que os remascentes da escritora transformaram muito de sua história em pó e poeira.

As principais bandas de pífanos que existiam em União dos Palmares, tinham como sedes as ruas do Jatobá, Ponte da Guida e Choque. Do outro lado do rio Mundaú, que em 2010 devastou as duas artérias culturais do município, a única banda de pífano existente tinha seu barracão na extinta fábrica de doces Palmares, que depois da morte do agente cultural, Tião - ideaslizador da festa de Santa Luzia e, depois Dragão, tudo foi desfeito.

O blog, atendendo uma sugestão de pauta de um leitor, saiu em busca da possível existência de uma banda de Pífano na cidade e, pasmem, encontrou uma que fazia peregrinação pelas ruas do bairro Costa e Silva, mas que para sua surpresa, a procedência é do município do Pilar.

Eles contaram ao jornalista Ivan Nunes, um pouco de sua trajetória e esforço em manter vivo o legado da banda de Pífanos e a manutenção dos seus músicos que animam as festas e seguem mantendo vivo essa tradição do folguedo de nossa gente.

 

Comentários

Aderval Ferreira da Silva filho escreveu em 10/08/2020 11:00:03:

Srs do blog, eu sou um dos leitores que em razão de ter vivido em U dos Palmares a fase áurea das bandas de pífanos , sugeri um matéria o sobre o tema.
Lamentavelmente não há como o Senhor descreve registros materiais dessa importante manifestação cultural da nossa cidade.
De qualquer forma obrigado pela tentativa..

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes