07/09/2020 Por Ivan Nunes

Jovem mata esposo, corre para o Cisp e se entrega; crime ocorreu em Murici

Foi em nome do amor, que o ciúme motivou o assassinato do estudante Yan Santos de Lima, de 18. O crime foi cometido pela companheira, Marta Santos e, ocorreu por volta das 21hs na ciclovia que margeia a Br-104, na altura de um posto de combustíveis.

O casal se desentendeu ainda em casa, e Yan disse à companheira que teria um encontro com um grupo de amigos para acabar a noite 'tomando uma' numa referência a mais consumo alcóolico.

Quase defronte a agencia do INSS de Murici, cidade da Zona da Mata alagoana, Yan foi alcançado pela companheira que insistiu para que o jovem retornasse para casa. Em vão.

- Foi nesse momento que o ódio tomou conta de mim e peguei uma faca de serra e desferi um golpe debaixo do braço dele", descreveu a acusada no Cisp de Murici onde se entregou após o crime. A revelação foi da acusada no Centro Integrado de Segurança Pública. O crime chocou a pacata cidade de Murici.

Estaria certo o visionário Renato Russo ao citar em uma de suas melodias que "o amor é bom, não quer o mal? Que é ferida que dói e, não se sente! Por fim: é dor que desatina sem doer? É só o amor que conhece a verdade!(Monte Castelo). A acusada segue presa, sob a custódia do delegado local.

Comentários


Yan teve morte instantânea


Acusada (fotos divulgação redes sociais)


Yan, ainda no local

Anônimo escreveu em 07/09/2020 19:39:19:

Chocou nada essas pragas se acabam assim msm

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes