08/10/2020 Por Ivan Nunes

Sepultamento de seu Lourão deixa de luto comércio de União dos Palmares

O sepultamento do corpo  de Lourival Almeida da Silva, de 92 anos, mais conhecido como seu "Lourão" reuniu lideranças políticas de União dos Palmares, filhos, membros do Terço dos Homens e amigos.

Foi homem de definições. Tinha extrema facilidade para fazer amigos, manter negócios e de excepcional relacionamento com todos. Natural da cidade de Correntes-PE, migrou para União dos Palmares pelos idos de 1960 e se estabeleceu exatamente na rua Democrito Gracindo - antiga rua da Ponte, principal via de acesso a sua terra natal.

Por lá viveu mais de 40 anos onde com seus negócios fortaleceu a rua da Ponte com um dos mais frequentados pontos comerciais. Dividia a preferência com seu Zeca do sorvete; Antônio Temoteo; enchimento de Orlando Baia e o posto Texaco de propriedade de seu Nininho. Eles faziam movimentar aquela artéria. 

Primou pela educação de todos os seus filhos, que aos sábados, na feira-livre de União dos Palmares, se revezavam para ajudar seu Lourão. Nos dias de carnaval, o bar era enfeitado e, concorrido também. Sonivaldo Almeida, único filho homem de seu Lourão, enchia o estabelecimento de amigos dava para notar no seblante dele, ares de extrema felicidade. Tratava a todos como se fossem seus filhos.

Teve problemas renais que se agravou nos últimos meses. Caminhava para um tratamento duríssimo e que muito maltrata a alma de quem precisa fazer hemodiálise. Suas convicções religiosas sempre foram defendidas nas missas que ele nunca faltava aos domingos ao lado de sua eterna esposa - já falecida. Era devoto fervoroso de Santa Maria Madalena, sua excelsa padroeira.

O seu sepultamento se revestiu numa cerimônia fúnebre muito simples.

Seu esquife deixou a sua residência por volta das 17h. Baixou à sepultura pouco mais da hora do ângelus, onde repousa no jázigo da família,  4 anos depois do falecimento de sua esposa, dona Zenita.

 

Comentários


Caixão de seu Lourão é conduzido pelos netos e pelo filho Sonivaldo Almeida


Corpo foi velado na sua residência na avenida João Lyra Filho








Membros do Terço dos Homens prestaram homenagem a seu Lourão










Heleno - Alemão escreveu em 10/10/2020 15:34:48:

Meus pêsames a familiares e amigos.

Sirley Fernandes escreveu em 08/10/2020 15:02:19:

Obrigada Ivan Nunes.
Papai tinha muito orgulho da nossa família. Com todo carinho você conseguiu retratar esse amor. Mamãe ( Joselita Fernandes) faleceu há dez anos atrás e durante estes 10 anos papai ( Lourival Almeida) foi muito amado e cuidado por todos nós (filhos). Gratidão a Deus por este grande pai e pelos amigos que conquistou durante sua jornada aqui na terra.

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes