11/01/2021 Por Ivan Nunes

Imagens gigantes e a desinformação cultural de uma história de liberdade



 

Mesmo com os maiores nomes da história africana em nossas mãos, as autoridadees locais ainda insistem na contramão da cultura. Se no conjunto da obra eles formam a indústria sem chaminé, a ausência de quem comanda essa fábrica de mitos ainda é uma realidade.

Uma secretaria municipal de cultural acéfala, sem ter para onde ir e de ações limitadas retrata tudo que o turista não queria: a desinformação cultural. Muitos falam da formação quilombola a seu bel prazer, é de causar estranheza, falta de senso comum a tudo isso.

O repórter Ivan Nunes foi descobrir tudo isso e, com imagens de Alan Santos e edição de Vanderson Paes, é possível perceber que o Parque Memorial Quilombo dos Palmares poderia ser muito mais do que a sua própria história.

 Poderia na verdade ser, a redenção do emprego e renda, de uma cidade muito distante do seu legado. Ser apenas uma cidade histórica, não basta.

É preciso nortear tudo isso dentro de uma realidade transformadora. Deveria ser muito mais do que a pobre realidade de um turismo capenga.

Só nos resta apostar no futuro. A conferir!

Comentários

Envie seu comentário



Blog A Palavra

por Ivan Nunes